Adoção

                                 

Na sequência do acolhimento de uma criança é estudada a sua situação e a da família de origem para que, num curto espaço de tempo, seja elaborado um Projeto de Vida que defenda os seus Superiores Interesses.

Sempre que não seja possível, ou quando não é de todo viável a reintegração da criança na sua família de origem, a Fundação CEBI defende o seu encaminhamento para Adoção pelo Tribunal, entidade para isso competente. O direito a ter família é reconhecido pela Constituição da República Portuguesa e deve ser defendido por aqueles que têm responsabilidade na defesa dos direitos das crianças privadas do seu pleno exercício, assim como por toda a Sociedade Civil.

As crianças acolhidas na Casa de Acolhimento Temporário da CEBI frequentam o Colégio José Álvaro Vidal e são acompanhadas pelos seus serviços de saúde e por outros serviços públicos ou privados, conforme a situação da criança obrigue. Saem com os amigos, para que tenham uma vida, tanto quanto possível, semelhante à de qualquer outra criança.